Índice de Governança Municipal do CFA destaca cidades catarinenses

A falta de gestão, planejamento e controle, o desperdício de dinheiro público, o gasto desenfreado e a corrupção são as principais causas para a crise política e econômica que o Brasil tem vivido. Essa realidade motivou o Conselho Federal de Administração (CFA), por meio da Câmara de Gestão Pública (CGP), a criar o Índice CFA de Governança Municipal (IGM-CFA).  O IGM tem como meta promover melhorias e ajustes na gestão dos municípios, sendo um insumo indispensável para os prefeitos recém-eleitos na elaboração políticas públicas. O índice permitirá que Sistema CFA/CRAs promova debates, seminários e edite publicações sobre o assunto, podendo ser um referencial para o planejamento estratégico dos municípios.
Em Santa Catarina, 4 cidades foram destacadas pelos pesquisadores. O município litorâneo de Bombinhas ficou na terceira posição do país no ranking geral, atrás apenas das cidades paulistas de Ilha Bela e Santana do Parnaíba. No quesito Índice Fiscal, o topo da lista ficou também com Ilha Bela, a cidade catarinense de Agrolândia está entre as 6 melhores no quesito. Ainda aparecem no ranking Siderópolis como destaque em Desempenho e Flor do Sertão em Fiscalização.
Metodologia
O estudo, realizado em parceria com o Instituto Publix, reuniu índices já consolidados no mercado como o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), entre outros. Os pesquisadores fizeram um filtro e foram selecionadas variáveis com alta correlação. Posteriormente, elas foram agrupadas em três dimensões consideradas indispensáveis na gestão pública: Qualidade Fiscal (QF), Qualidade da Gestão (QG) e Desempenho (D). A soma desses índices gerou a métrica adotada para chegar ao IGM-CFA.
O indicador criado pelo CFA condensa a informação de diversas variáveis como educação, saúde, gestão, gestão fiscal, gestão ambiental, transparência e accontability, efetividade, informatização, planejamento urbano, articulação institucional, recursos humanos, habitação, vulnerabilidade social, e Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Para mais informações acesse: http://cgp.cfa.org.br/cfa-lanca-indice-de-governanca-municipal/
Fonte: http://www.crasc.org.br